Professor de Medicina Veterinária da UCB apresenta tese de doutorado sobre microrganismos fermentadores para remoção de contaminantes no leite

Reprodução: Pexels.

Para avaliar se a utilização de microrganismos que não possuem finalidades adsorventes podem ser usados para a descontaminação de leite, Victor Moebus Farias, 32, fez o uso de cepas probióticas (que são benéficas à saúde) para testar sua aplicação biotecnológica como agente descontaminante do alimento. O trabalho, que encontra-se em fase final de correções, foi realizado no laboratório de controle microbiológico e no de controle físico-químico de produtos de origem animal da Universidade Federal Fluminense (UFF).

As bactérias ácido láticas vem sendo amplamentes utilizados como adsorventes ao longo dos anos, com diversos produtos comerciais sendo desenvolvidos com esse objetivo, além de se mostrarem uma alternativa sustentável.

“É uma alternativa promissora para o desenvolvimento de novos aditivos antimicotoxinas com funções probióticas, auxiliando no controle de contaminantes e permitindo a incorporação das características probióticas em diversas formulações médicas e alimentícias para atender o consumidor em diversos segmentos”, completou.

O professor e pesquisador também falou como a Universidade Castelo Branco contribuiu para a obtenção do título de doutor, que, ao ingressar na instituição no início de 2023, teve a confirmação de que estava no caminho.

“O carinho demonstrado pelas minhas primeiras turmas foi muito importantes para me motivar a dar sempre o melhor […] não somente os alunos, mas também meus colegas professores e os demais funcionários me acolheram de forma ímpar, criando um ambiente de trabalho incrível e que com certeza vão possibilitar o aprimoramento do meu trabalho como professor e pesquisador.”

Tags