Ex-Alunos da Universidade Castelo Branco se Destacam no Campeonato Regional Nordeste de Bocha Paralímpica

Na foto da esquerda para direita: Whashington Luiz; Erinaldo Vhagas, Cláudio Diehl, Vitória Cruz e Artur Cruz - Crédito da foto: André Leal

Entre os dias 2 e 5 de maio, a cidade de Caruaru, em Pernambuco, foi palco do Campeonato Regional Nordeste de Bocha Paralímpica. O evento contou com a participação de aproximadamente 96 atletas com deficiência física, majoritariamente com Paralisia Cerebral. Além de ser uma competição classificatória para o Campeonato Brasileiro de Bocha Paralímpica, que ocorrerá no final do ano em São Paulo, esta edição teve um significado especial para a Universidade Castelo Branco (UCB).

Quatro ex-alunos do Curso de Educação Física da UCB marcaram presença no campeonato, desempenhando funções cruciais para o sucesso do evento. Artur Cruz e Erinaldo Chagas, formados em 2000, atuaram como presidente e vice-presidente da Associação Nacional de Desporto para Deficientes (ANDE), respectivamente. A ANDE é a entidade responsável pelo desenvolvimento e fomento de modalidades paradesportivas, incluindo a Bocha Paralímpica.

Whashington Luiz da Costa Faustino, formado em 2002, foi um dos coordenadores do evento, cuidando da logística e garantindo que tudo funcionasse perfeitamente. Vitória Cruz, formada em 2022, desempenhou a função de árbitra da modalidade Bocha Paralímpica, aplicando as regras e assegurando a justiça nas competições.

Todos esses profissionais foram apresentados à Bocha Paralímpica durante as aulas de Educação Física Adaptada no curso de Educação Física da UCB. O professor Cláudio Diehl, responsável pela disciplina e classificador funcional da modalidade, enfatiza a importância de proporcionar aos alunos experiências práticas com Pessoas com Deficiência. “Ver os nossos ex-alunos atuando no mercado de trabalho, especialmente com Pessoas com Deficiência, e de forma competente, nos enche de orgulho e confirma a capacidade de transformação social que a Universidade Castelo Branco proporciona aos nossos alunos”, afirma Cláudio Diehl.

O envolvimento desses ex-alunos em um evento de tamanha relevância é um testemunho do impacto positivo que a formação na UCB tem na vida dos estudantes e na sociedade. A experiência adquirida durante o curso e a prática em eventos paradesportivos permitem que os profissionais desenvolvam uma visão crítica e sensível sobre a inclusão e o potencial das Pessoas com Deficiência, promovendo a transformação social e a valorização da diversidade.

A Universidade Castelo Branco continua comprometida em formar profissionais qualificados e conscientes, capazes de fazer a diferença na vida das pessoas e na comunidade, reafirmando sua missão de excelência na educação e no desenvolvimento humano.

Na foto da esquerda para direita:
Whashington Luiz; Erinaldo Vhagas, Cláudio Diehl, Vitória Cruz e Artur Cruz - Crédito da foto: André Leal
Na foto da esquerda para direita: Whashington Luiz; Erinaldo Vhagas, Cláudio Diehl, Vitória Cruz e Artur Cruz – Crédito da foto: André Leal

Tags

Leia também