“É assim que se fala!”

Edgar Caetano participa de encontro com alunos da UCB e dá dicas de oratória                                                                                                                         

 *Por Vagner Vieira

“Como Construir e Realizar uma Apresentação Impactante”. Esse foi o tema apresentado pelo comunicador mineiro, radicado em São Paulo,  Edgar Caetano, CEO da Best Speaker,  empresa que presta serviço com dicas práticas para a comunicação, para alunos dos cursos de Jornalismo e Publicidade Universidade Castelo Branco, em encontro virtual na noite de quarta-feira (12).

Caetano despertou bastante atenção ao falar da “Chave C. C. I.” (sigla para Coerência, Credibilidade e Influência ), ferramenta que possibilita a abertura das portas da comunicação, da mente do interlocutor. O palestrante ressaltou que, de fato e, principalmente, hoje, todos querem ser influentes, destacando a importância das primeiras palavras ditas em uma apresentação, aquelas que atraem a atenção do público. E, claro: tudo isso para, no fim, alertar que é preciso estar atento ao contexto e assunto tratados e à conclusão do trabalho.

Além de comunicador, Edgar é locutor, palestrante, professor de oratória e empreendedor. “Workaholic”, como denomina a si próprio, destaca, ainda, a importância em retirar o excesso de conteúdo, outro aliado, segundo o profissional, que ajuda a conciliar a boa utilização do tempo reservado para a explanação e o foco no trato com o cliente, razão maior da criação do produto, em detrimento das histórias e opiniões pessoais,  ocasionalmente contadas ao microfone por palestrantes tensos ou, até, despreparados.

Antes do término do encontro, foi aberto espaço para perguntas dos alunos. E quando solicitado por um deles  sobre as dicas para lembrar do conteúdo e não esquecer absolutamente nada durante um evento, Edgar  Caetano foi preciso: “Ensaie, ensaie e ensaie”.  E lembrou: “uma vez a mente estando treinada, você controlará melhor o roteiro do assunto e estará, inclusive, preparado para lidar com imprevistos e, fortuitamente, com improvisos”.

*Aluno do curso de Jornalismo da Universidade Castelo Branco.

Tags